Mercadoria em container na logística internacional: como acondicionar?

Os containers são equipamentos que possibilitam que um produto fabricado em determinado país chegue em vários outros, no tempo e na quantidade esperados.

O transporte internacional em container proporciona, afinal, maior segurança e eficiência, garantindo a qualidade da mercadoria movimentada e minimizando os custos com o frete.

Não é à toa, certamente, que a maior parte do transporte internacional seja realizada pelo modal marítimo. Ele permite que a carga seja acondicionada em container para que o espaço disponível do navio seja melhor aproveitado, bem como que a mercadoria seja movimentada de um ponto ao outro com toda segurança.

Mercadoria em container na logística internacional: como acondicionar?

Como acondicionar a mercadoria com segurança no container?

Neste artigo abordaremos a melhor forma de guardar, da melhor maneira possível, a mercadoria em container na logística internacional. Isso porque os containers são equipamentos que possibilitam que um produto fabricado em determinado país chegue em vários outros, no tempo e na quantidade esperados.

O transporte internacional em container proporciona, afinal, maior segurança e eficiência, garantindo a qualidade da mercadoria movimentada e minimizando os custos com o frete.

Não é à toa, certamente, que a maior parte do transporte internacional seja realizada pelo modal marítimo. Ele permite que a carga seja acondicionada em container para que o espaço disponível do navio seja melhor aproveitado, bem como que a mercadoria seja movimentada de um ponto ao outro com toda segurança.

O que é estufagem de container?

Pois bem, o termo estufagem, também conhecido como ovação, significa simplesmente o carregamento das mercadorias que serão transportadas dentro do container.

Trata-se das cargas que são unitizadas para serem entregues aos seus compradores. Elas realizam as viagens pelas mais variadas rotas traçadas, todas afinal acondicionadas em containers. Essa movimentação agiliza o escoamento rápido e preciso no comércio internacional, o que melhora o atendimento aos clientes e, consequentemente, a sua satisfação.

No entanto, vale salientar que o container não é um tipo de embalagem, trata-se tão somente de um equipamento de propriedade dos armadores. A conteinerização, pois, caracteriza-se pelo armazenamento de produtos variados de maneira a garantir resistência e proteção suficientes e as condições ideais para que as exportações e importações sejam executadas em larga escala atravessando os oceanos.

Em resumo, um container é uma excelente alternativa para movimentar produtos, em grandes quantidades, por meio dos modais de transporte na logística internacional.

Tipos de cargas presentes na logística internacional

Todos os modais de transporte são muito relevantes para a economia brasileira. Eles movimentam uma imensa quantidade de cargas, auxiliando o escoamento da produção nacional e realizando as entregas solicitadas pelos clientes no prazo.

Nesse contexto, os tipos de cargas transportadas merecem destaque porque contribuem com o desenvolvimento do setor de transporte. Abaixo, listaremos as principais encontradas no comércio exterior.

Carga a granel

Esse é um tipo de mercadoria comumente transportado na logística internacional que, por sua natureza, não foram ensacados ou encaixotadas, de modo que exigem um tipo específico de container. Além disso, a carga a granel pode ser subdividida em granel líquido ou sólido.

Carga frágil

Um exemplo de carga frágil é a carga frigorífica congelada, que demanda cuidados específicos de temperatura e manuseio. Além disso, a operação deve cumprir as normas e exigências para segurança da alimentação humana.

Carga perecível

No transporte dessa mercadoria em container na logística internacional, os produtos são considerados frágeis porque estão sempre expostos a riscos de perda ou contaminação. Sendo assim, é primordial que o transportador realize um bom planejamento e execute a movimentação eficiente e segura dessa carga.

Carga projeto

Esse tipo de carga tem características especiais e merece muita atenção no deslocamento porque são produtos de grande porte e muitas vezes indivisíveis. É, portanto, uma operação que requer planejamento prévio e ciência dos envolvidos em razão dos cuidados no manuseio, carregamento e descarregamento que devem existir.

Carga viva

Esse tipo de carga diz respeito a animais vivos, cujo transporte demanda a maior exigência por ser uma movimentação delicada e pelo trabalho de nível especializado realizado pelos condutores e operadores logísticos.

Tipos de acondicionamento de mercadorias na logística internacional

No comércio exterior as cargas podem ser paletizadas, avulsas, gerais ou especiais. As embalagens são produzidas com o intuito de suportarem as movimentações internacionais e se adequarem à legislação e necessidades tanto do país de origem, quanto de destino.

As embalagens se tornaram itens essenciais na preservação dos produtos nas amplas atividades comerciais internacionais. Além disso, elas precisam ser padronizadas de acordo com as normas do país de destino, bem como as estratégias comerciais do cliente.

Sacarias

Esse modelo de embalagem do Comércio Exterior é composto por sacos de tamanhos grandes, na maioria em polipropileno, que garante resistência na movimentação da mercadoria na logística internacional.

Suportam uma grande quantidade de produto e são utilizadas em suma no transporte de cargas sólidas e pastosas, com frequência nas indústrias agrícola, química, de extração mineral e construção civil.

Caixas

Essa categoria de embalagem é considerada como secundária ou coletiva, podendo ser confeccionada em papelão, madeira ou plástico, com a função principal de acomodar um agrupamento de embalagens primárias.

Desta forma, é primordial que se mantenham no dimensionamento padrão, facilitando tanto o empilhamento, quanto o manuseio do produto na armazenagem e no transporte.

No caso das caixas e outras embalagens em madeira, é necessário cuidado porque muitos países (como o Brasil) adotam as Normas Internacionais para Medidas Fitossanitárias (NIMF-15), da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Tambores de metal

Desde o início da movimentação de cargas pela navegação marítima, as mercadorias eram transportadas em tonéis, os quais eram considerados tipos de embalagem bem resistentes e de fácil manuseio.

Essa era a forma ideal para a realização das operações de cargas e descargas das mercadorias que eram solicitadas. A execução da tarefa era realizada por meio de pranchas apoiadas entre o convés do navio e o berço de atracação, para que os tonéis rolassem com maior facilidade sem necessidade de içamento.

Pallets

Esse tipo de embalagem é uma plataforma de madeira que acomoda os produtos nas categorias secundárias ou terciárias, a fim de criar uma unidade de cargas maior e agilizar o transporte.

Assim a mercadoria pode ser movimentada principalmente por empilhadeiras e paleteiras. Os pallets poderão ser fixos por cintas, fitas ou cordas, com o propósito de garantir uma movimentação segura.

Como garantir o correto acondicionamento de mercadoria em um container?

O processo de acondicionamento correto da mercadoria no container tem o objetivo de preparar a carga para a estocagem até o seu transporte ao destino final, levando em conta as características específicas e embalagens apropriadas.

Sendo assim, algumas formas de garantir o bom acondicionamento de cargas podem ser:

  • reservar espaços no container;
  • unitizar as cargas;
  • manter a sinalização adequada;
  • checar o estado da embalagem;

Faça a gestão dos seus conhecimentos de comércio exterior com a e.Mix

Na e.Mix você terá o controle completo das etapas do processo logístico internacional da sua empresa por meio de dashboards que garantem maior visibilidade para todos os departamentos, clientes internos e externos.

Em resumo, a e.Mix está no desenvolvimento de softwares há mais de 25 anos e oferece soluções inovadoras em tecnologia para aumentar seus resultados a qualquer momento e ainda desenvolver diferenciais para os seus clientes.

Cadastre-se para receber todos os artigos por e-mail em primeira mão

    Sugira um tema para publicarmos no blog

      Veja também
      Como preparar sua empresa para auditorias aduaneiras
      Como preparar sua empresa para auditorias aduaneiras

      Auditorias aduaneiras são uma realidade inevitável para empresas envolvidas em atividades de importação e exportação. Estas inspeções são essenciais para garantir a conformidade com as […]

      Leia mais
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?

      De acordo com o Art. 404 do Regulamento Aduaneiro, o entreposto aduaneiro é definido como um regime especial que pode ser usado tanto na importação como na exportação. Ele serve para que as empresas possam armazenar suas mercadorias realizando a liberação junto à RFB com um prazo maior do que o habitual ou até efetuar a retirada das mercadorias de forma parcial. 

      Dessa maneira, o entreposto possibilita a suspensão dos impostos até que todas as etapas sejam finalizadas, no caso da importação e da exportação. Dependendo de cada caso, algumas das vantagens destes regimes estão na possibilidade de as empresas aprimorarem seus planejamentos logísticos e reduzirem os custos das operações. 

      Leia mais
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?

      Basicamente, a purchase order na importação é o documento que inicia a formalização do processo de compra de um produto importado. É a autorização da compra ou a confirmação da encomenda pelo comprador. 

      O pedido de compra contém todas as informações pertinentes ao produto ou serviço que será entregue, e estabelece a relação comercial a partir da aceitação do fornecedor. 

      Leia mais