Demurrage e Detention de container: qual a diferença?

Quem trabalha com comércio exterior sabe que compreender sobre as mais variadas nomenclaturas e siglas existentes no mercado pode afetar seriamente e evitar diversos tipos […]

Demurrage e Detention de container: qual a diferença?

Quem trabalha com comércio exterior sabe que compreender sobre as mais variadas nomenclaturas e siglas existentes no mercado pode afetar seriamente e evitar diversos tipos de problemas. Diante disso, trataremos sobre a diferença de Demurrage e Detention de containers.

Por isso, esse artigo tem a intenção de esclarecer sobre duas multas muito populares em nosso dia a dia, mas que nem sempre são compreendidas de forma correta pelos profissionais da área, que muitas vezes pagam por elas sem sequer saber por que estão sendo cobradas.

Aqui vale reiterar: falaremos sobre os termos aplicados aos containers, não aos navios (que foi como originariamente surgiu o termo de Demurrage).

O que é Demurrage de container?           

O uso do container é um empréstimo (ou um aluguel, se você preferir a analogia). Após o seu uso ter sido concluído, ele deve ser devolvido ao armador a quem ele pertence, em local determinado por ele e em condições de ser utilizado novamente.

A responsabilidade de efetuar essa entrega é do importador, pois a ele que o equipamento foi cedido para o transporte marítimo.

Dessa forma, o cliente importador tem até a data final estipulada na negociação do frete para devolver o container ao armador.

Em outras palavras: até o final do free time. Caso isso não ocorra, uma multa diária será aplicada e Demurrage é a terminologia utilizada para ela.

A cobrança é efetuada por cada dia de atraso na devolução do container e o valor cobrado (normalmente praticado em dólares) varia conforme o armador e o tipo de container.

O que é Detention de container?

A Detention é similar ao conceito da Demurrage, mas no caminho inverso. Ocorre quando o exportador não entrega o container carregado (após ter sido unitizado, ou seja, cheio) ao porto de embarque para seguir viagem, dentro do prazo estipulado, conforme orientações recebidas previamente.

Por exemplo, caso o exportador perca o deadline para entregar no porto o container cheio e precise esperar uma semana para o próximo navio.

Isso vai gerar custo de Detention, além da armazenagem.

E a exemplo da Demurrage, a cobrança é por diária de atraso esperando o próximo embarque, cujo valor é definido pelo armador a depender do tipo de container e usualmente praticado em dólares também.   

Qual a diferença de Demurrage e Detention nos containers?

Já sabemos agora a real diferença de Demurrage e Detention de containers, certo? Basicamente são multas similares que se referem à cobrança devida pelo tempo excedente que o container foi utilizado além do free time estipulado na negociação.

Portanto, de forma sucinta: 

  • Demurrage é uma penalidade aplicada pela demora em devolver o container vazio ao armador.
  • Detention é aplicada pela demora da efetiva devolução do container cheio/unitizado ao porto.

Por que Demurrage e Detention dos containers são cobradas?

Uma vez entendida a diferença de Demurrage e Detention, que são multas aplicadas no atraso da devolução dos containers, afinal, por que existe essa cobrança?          

Quando o cliente, nesse caso o importador ou o exportador, efetua a contratação de um frete internacional, haverá um free time determinado.

Ou seja, ele já fica sabendo quanto tempo poderá permanecer na posse do container sem que ocorra nenhum tipo de cobrança adicional.

O free time nada mais é que o tempo de uso do container incluso no valor do serviço, no “aluguel”, pago ao armador, já que o container é de propriedade dele e é ele quem pode determinar esse tempo.

Não há nenhuma regra geral ou termos predeterminados para o tempo de free time, por isso é importante negociá-lo previamente ao embarque. Ele pode ser de cinco, quinze, trinta dias ou mais. 

Isso pode variar conforme:

  • o tipo de container;
  • a época do ano;
  • a quantidade de unidades disponíveis; 
  • o tipo de produto a ser transportado.

Na definição do free time, a antiga lei da oferta e da procura é quem vai determinar o tempo que o armador pode dispor sem ter a necessidade de usar o container novamente.

Os tempos pandêmicos reduziram os prazos de free time

Em tempos conturbados como os atuais, no qual a escassez de unidades é um problema constante e exponencial, a negociação de free time vem sendo cada vez mais necessária. 

Então, fique atento a essa parte do processo para que sua empresa consiga uma negociação vantajosa desse recurso.

Afinal, com um free time curto, a logística tem que ser muito mais assertiva para que não ocorram atrasos. E, em se tratando de comércio exterior, em que há a influência de vários órgãos anuentes, contar com a sorte não é uma das melhores opções.

A cobrança dessas multas tem como intenção impedir que os containers fiquem retidos nos portos, zonas secundárias ou mesmo nas instalações dos próprios importadores e exportadores por tempo indeterminado, dificultando outras operações.

Por se tratar de multas com valores altos, os clientes se sentem incentivados a efetuar a devolução desse tipo de material o mais rapidamente possível.

Então, seja Demurrage ou Detention, elas têm o mesmo propósito: auxiliar na dinâmica de recolocar os containers em trânsito novamente (nas palavras dos armadores).

Conclusão

Essas duas multas sempre foram e ainda são muito polêmicas no comércio exterior. Tanto a legitimidade de sua cobrança e aplicação quanto a média de valores cobrados são temas discutidos até hoje de maneira incansável.

Mas o fato é que, sendo ou não justas, elas existem e podem vir a onerar, e muito, importadores e exportadores. Por isso, a importância de conhecer a diferença de Demurrage, Detention e suas aplicações, uma vez que podem se tornar valores adicionais de alto impacto no custo final de uma operação.

Aliás, importante não é somente conhecer a terminologia, mas também ter um controle preciso da sua operação a ponto de poder negociar um free time que se encaixe nas necessidades da empresa, monitorando todas as etapas para que não ocorram atrasos desnecessários na efetiva entrega dos containers.

E é nesse controle que, mais uma vez, a tecnologia pode auxiliar o profissional de comércio exterior a evitar despesas indesejadas.

Quanto mais automatizado for esse tipo de controle, mais ágil se tornará a operação. O sistema DemurrageNet é uma excelente ferramenta, disponível para que o controle do free time ocorra da forma mais confiável possível.

Sobre a e.Mix

A e.Mix está há mais de anos no mercado de desenvolvimento de softwares para empresas de comércio exterior. Nossos softwares gerenciam anualmente milhões de operações de clientes das mais variadas atividades e portes, aumentando produtividade, assertividade e reduzindo custos.

Saiba mais sobre nossos softwares.

Cadastre-se para receber todos os artigos por e-mail em primeira mão

    Sugira um tema para publicarmos no blog

      Veja também
      Como preparar sua empresa para auditorias aduaneiras
      Como preparar sua empresa para auditorias aduaneiras

      Auditorias aduaneiras são uma realidade inevitável para empresas envolvidas em atividades de importação e exportação. Estas inspeções são essenciais para garantir a conformidade com as […]

      Leia mais
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?

      De acordo com o Art. 404 do Regulamento Aduaneiro, o entreposto aduaneiro é definido como um regime especial que pode ser usado tanto na importação como na exportação. Ele serve para que as empresas possam armazenar suas mercadorias realizando a liberação junto à RFB com um prazo maior do que o habitual ou até efetuar a retirada das mercadorias de forma parcial. 

      Dessa maneira, o entreposto possibilita a suspensão dos impostos até que todas as etapas sejam finalizadas, no caso da importação e da exportação. Dependendo de cada caso, algumas das vantagens destes regimes estão na possibilidade de as empresas aprimorarem seus planejamentos logísticos e reduzirem os custos das operações. 

      Leia mais
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?

      Basicamente, a purchase order na importação é o documento que inicia a formalização do processo de compra de um produto importado. É a autorização da compra ou a confirmação da encomenda pelo comprador. 

      O pedido de compra contém todas as informações pertinentes ao produto ou serviço que será entregue, e estabelece a relação comercial a partir da aceitação do fornecedor. 

      Leia mais