Eficiência logística: O que é e dicas para garanti-la no comércio exterior

A eficiência logística nada mais é que a otimização dos processos e operações da sua empresa. Essa otimização significa que, ao longo dos processos, encontram-se formas de manter a qualidade dos produtos e/ou serviços e reduzir as chances de erros.

O resultado dessas ações interferem diretamente nos resultados da sua empresa. É através delas que fica mais fácil atender as expectativas dos clientes, padronizar os processos e, assim, conseguir melhorar e atender os prazos de entregas. Além disso, essas ações servem para melhorar a comunicação dentro da companhia e com os clientes.

Conseguir ter uma eficiência logística não é fácil, mas é algo necessário para a empresa se tornar cada dia mais competitiva no mercado.

Outro ponto importante que vale a pena mencionar é que, dessa forma, não apenas a manutenção dos clientes se torna mais simples, mas também a captação de novos leads. A partir disso, pode-se notar o aumento da lucratividade.

Eficiência logística: O que é e dicas para garanti-la no comércio exterior

Dicas para garantir a eficiência logística no comércio exterior

No dia a dia do comércio exterior, um dos pontos cruciais é a logística. E ela pode fazer toda a diferença para o resultado da sua empresa. Para isso, é necessário possuir uma logística eficiente. Contudo, uma das perguntas que mais aparecem quando se trata desse tema é como fazer para ter eficiência na logística do comércio exterior, visto que há inúmeras variáveis.

Pensando nisso, a e.Mix preparou algumas dicas para você. Venha conhecer!

O que é eficiência logística?

A eficiência logística nada mais é que a otimização dos processos e operações da sua empresa. Essa otimização significa que, ao longo dos processos, encontram-se formas de manter a qualidade dos produtos e/ou serviços e reduzir as chances de erros.

O resultado dessas ações interferem diretamente nos resultados da sua empresa. É através delas que fica mais fácil atender as expectativas dos clientes, padronizar os processos e, assim, conseguir melhorar e atender os prazos de entregas. Além disso, essas ações servem para melhorar a comunicação dentro da companhia e com os clientes.

Conseguir ter uma eficiência logística não é fácil, mas é algo necessário para a empresa se tornar cada dia mais competitiva no mercado.

Outro ponto importante que vale a pena mencionar é que, dessa forma, não apenas a manutenção dos clientes se torna mais simples, mas também a captação de novos leads. A partir disso, pode-se notar o aumento da lucratividade.

O que é KPI?

Para avaliar e melhorar a eficiência da sua empresa, a utilização de indicadores de desempenho é crucial. Eles permitem a mensuração de variáveis importantes no negócio, como produtividade e vendas, possibilitando assim a tomada de decisões mais assertivas.

Nesse contexto, surge como uma ferramenta bastante adotada no mercado o KPI (Key Performance Indicator), ou em português, Indicador-Chave de Desempenho.

O KPI serve como um recurso para avaliar a performance da empresa, de maneira objetiva e quantitativa. Através de sua utilização, é possível transmitir aos colaboradores de forma clara e precisa quais são as metas e objetivos da companhia. Isso permite um alinhamento estratégico eficaz dentro da organização.

Analisando os resultados desses indicadores, podemos identificar quais estratégias estão trazendo bons resultados e quais precisam ser revisadas ou aprimoradas. Desta forma, efetuamos os ajustes necessários para que todas as metas sejam atingidas, contribuindo assim para o aumento da produtividade e lucratividade da empresa.

No entanto, é importante ressaltar que não existe um modelo único de KPI que seja efetivo para todas as companhias. Cada empresa possui suas particularidades e, por isso, a escolha dos KPIs deve ser feita de acordo com o contexto e os objetivos específicos do negócio.

Entenda a aplicação do KPI no comércio exterior

No campo do comércio exterior, a utilização de KPIs é igualmente importante e pode ser extremamente benéfica. Assim como em qualquer outro setor, o uso desses indicadores possibilita a identificação de gargalos nos processos e, consequentemente, a implementação de melhorias e otimizações.

Alguns KPIs que podem ser particularmente úteis no cotidiano do comércio exterior são aqueles que permitem medir:

  • Lead Time: o tempo em cada passo da operação e também o tempo total do processo;
  • Custos de Transporte: os custos do transporte internacional, seja importação ou exportação;
  • Canais de Parametrização: quantos processos caem em cada tipo de canal de parametrização (verde, amarelo, vermelho ou cinza);
  • SLA: o tempo que o processo leva desde o início de uma solicitação até a sua resolução serve principalmente para medir a satisfação do cliente;
  • Curva ABC: auxilia na gestão de estoque, melhorando a análise de onde os recursos devem ser alocados.

Para garantir ainda mais benefícios e facilidade para as aplicações de KPIs nos processos de Comex, é importante o uso da automação. A utilização de sistemas que auxiliam nesse tipo de análise pode ser ainda mais benéfica para os negócios.

Dicas para garantir a eficiência logística no comércio exterior

Já falamos sobre o que é e a importância da eficiência logística e dos KPIs para todos os tipos de negócios. Além desses dois tópicos, há algumas outras dicas para que a sua empresa garanta a eficiência logística no comércio exterior.

É fundamental conhecer o mercado e como ele funciona. Um caso clássico é saber que o cálculo de cubagem varia de acordo com o modal. Muitas pessoas não sabem disso e, então podem ter problemas no momento de comparar os custos de fretes aéreos e marítimos, por exemplo.

Venha com a e.Mix conhecer algumas dicas.

Saiba prever a sua demanda

Saber prever a demanda do seu produto é um ponto chave para o sucesso da sua operação. É com esse dado que você poderá decidir como alocar os recursos de suas empresas.

Além disso, você conseguirá verificar onde está a demanda, ou seja, em que local poderá levar seus produtos e ter sucesso nas vendas. Dessa forma, é possível reduzir custos com estoque de produtos de baixa demanda e investir no estoque de produtos com maior saída, ajudando então no resultado da companhia.

Encontre o melhor método para avaliar seus fornecedores

Como já mencionamos, não existe uma fórmula mágica e é necessário verificar os métodos que mais se encaixam com a sua empresa. E para a avaliação dos fornecedores não é diferente.

É preciso saber o que a sua empresa busca ao avaliar seus fornecedores para então buscar o melhor método para fazer isso.

Mesmo não sendo uma tarefa fácil encontrar o melhor método, não deixe seu negócio sem avaliar seus fornecedores.

É através dessa avaliação que é possível saber como está a qualidade do material vendido para a produção do seu produto, além de saber como está o prazo de entrega e outros pontos que fazem sentido serem mensurados para a sua empresa.

Escolha o modal de transporte apropriado

A escolha do modal de transporte apropriado para a sua mercadoria também é importante para a sua empresa atingir a eficiência logística. O modal apropriado para cada carga pode variar.

Alguns dos pontos a serem considerados no momento da escolha do modal são o valor agregado, dimensões, peso, quantidade de volumes e urgência da carga. A escolha do modal apropriado traz benefícios como, por exemplo, minimizar o risco de extravio e avarias da carga e reduzir o risco de perda financeira.

Melhorar a comunicação

Outro ponto que faz toda a diferença nesse processo é a comunicação. Ela é essencial para que os processos sigam de forma correta, além de minimizar as chances de erros.

A comunicação deve ser trabalhada tanto dentro da própria companhia, como também com todas as demais empresas envolvidas no processo.

Ter uma comunicação clara do que é preciso, do que se espera de cada uma das partes é a chave para ter uma operação regular e sem falhas. Para isso, é necessário investir em formas que possam atender todos os pontos, como, por exemplo, sistemas de gerenciamento e de follow-up.

A e.Mix se importa com a eficiência logística do seu processo de comércio exterior

Ter uma empresa parceira que se importa com a eficiência logística do seu processo faz com que sua empresa se destaque no mercado.

Cada dia mais é necessário investir em parceiros que possam contribuir e agregar no seu negócio. A e.Mix possui uma gama de produtos que, com certeza, irá atender às suas necessidades.

Não perca tempo e venha conhecer as nossas soluções, nossa equipe está pronta para lhe auxiliar. Estamos esperando o seu contato.

Cadastre-se para receber todos os artigos por e-mail em primeira mão

    Sugira um tema para publicarmos no blog

      Veja também
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?

      De acordo com o Art. 404 do Regulamento Aduaneiro, o entreposto aduaneiro é definido como um regime especial que pode ser usado tanto na importação como na exportação. Ele serve para que as empresas possam armazenar suas mercadorias realizando a liberação junto à RFB com um prazo maior do que o habitual ou até efetuar a retirada das mercadorias de forma parcial. 

      Dessa maneira, o entreposto possibilita a suspensão dos impostos até que todas as etapas sejam finalizadas, no caso da importação e da exportação. Dependendo de cada caso, algumas das vantagens destes regimes estão na possibilidade de as empresas aprimorarem seus planejamentos logísticos e reduzirem os custos das operações. 

      Leia mais
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?

      Basicamente, a purchase order na importação é o documento que inicia a formalização do processo de compra de um produto importado. É a autorização da compra ou a confirmação da encomenda pelo comprador. 

      O pedido de compra contém todas as informações pertinentes ao produto ou serviço que será entregue, e estabelece a relação comercial a partir da aceitação do fornecedor. 

      Leia mais
      Transporte Internacional Rodoviário para o Mercosul: quais as vantagens?
      Transporte Internacional Rodoviário para o Mercosul: quais as vantagens?

      A maior participação no Comércio Intrazona do Mercosul é a do Brasil, com cerca de 40%, vindo em seguida a Argentina com 30%, o Paraguai com 11% e o Uruguai com 8%. No momento atual, as exportações cresceram cerca de 16%, mantendo a expansão do comércio internacional fomentado pelo aumento da venda do trigo, do centeio, do arroz e do milho, fazendo com que as commodities continuem sendo o carro-chefe nas exportações nacionais. E a maior parte dos produtos transportados entre os países do bloco fazem uso do transporte internacional rodoviário.

      Leia mais