Definições dos Cookies

Lei Geral de Proteção de Dados

O que são cookie?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site. Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem as funcionalidades centrais, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Esses cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Cookies Primários

Alguns cookies serão colocados em seu dispositivo diretamente pelo nosso site - são conhecidos como cookies primários. Eles são essenciais para você navegar no site e usar seus recursos.

Temporários

Nós utilizamos cookies de sessão. Eles são temporários e expiram quando você fecha o navegador ou quando a sessão termina.

Finalidade

Estabelecer controle de idioma e segurança ao tempo da sessão.

Persistentes

Utilizamos também cookies persistentes que permanecem em seu disco rígido até que você os apague ou seu navegador o faça, dependendo da data de expiração do cookie. Todos os cookies persistentes têm uma data de expiração gravada em seu código, mas sua duração pode variar.

Finalidade

Coletam e armazenam a ciência sobre o uso de cookies no site.

Cookies de Terceiros

Outros cookies são colocados no seu dispositivo não pelo site que você está visitando, mas por terceiros, como, por exemplo, os sistemas analíticos.

Temporários

Nós utilizamos cookies de sessão. Eles são temporários e expiram quando você fecha o navegador ou quando a sessão termina.

Finalidade

Coletam informações sobre como você usa o site, como as páginas que você visitou e os links em que clicou. Nenhuma dessas informações pode ser usada para identificá-lo. Seu único objetivo é possibilitar análises e melhorar as funções do site.

Persistentes

Utilizamos também cookies persistentes que permanecem em seu disco rígido até que você os apague ou seu navegador o faça, dependendo da data de expiração do cookie. Todos os cookies persistentes têm uma data de expiração gravada em seu código, mas sua duração pode variar.

Finalidade

Coletam informações sobre como você usa o site, como as páginas que você visitou e os links em que clicou. Nenhuma dessas informações pode ser usada para identificá-lo. Seu único objetivo é possibilitar análises e melhorar as funções do site.

Você pode desabilitá-los alterando as configurações do seu navegador, mas saiba que isso pode afetar o funcionamento do site.

Chrome Firefox Microsoft Edge

Caso queira mais informações sobre os cookies de terceiros acesse:

Google Analytics Hotjar Facebook

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Definições dos cookies. Ao clicar em Eu concordo, você consente com a utilização de cookies.

O que é LPCO no Comércio Exterior e quais as principais mudanças?

Publicado em 07 de julho de 2022
Compartilhe:

LPCO no Comércio Exterior: O que é e quais as principais mudanças?

Você que trabalha com Comércio Exterior com certeza já ouviu falar na sigla LPCO. Mas afinal, o que é LPCO? E como isso influencia o seu trabalho?

Isso e muito mais é o que você vai encontrar neste artigo.

O que é LPCO no Comércio Exterior?

Licenças, Permissões, Certificados e Outros Documentos: esse é o significado da sigla LPCO. Em síntese, é uma sigla que abrange os diversos procedimentos e licenciamentos pelos quais produtos importados ou exportados necessitam passar.

Com o objetivo de tornar os processos mais ágeis, assim como facilitar e melhorar o controle pelo qual os produtos são submetidos, os diversos processos existentes foram unificados nesta sigla.

Em uma importação, por exemplo, os licenciamentos de importação estão sendo viabilizados e concedidos por meio do Portal Único Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior). Embora o processo neste estágio ainda não compreenda todos os órgãos anuentes, vários procedimentos já migraram e podem ser concedidos de forma mais rápida a partir do módulo LPCO.

No que se refere à exportação, dependendo do produto a ser despachado para fora do Brasil, há certas exigências e declarações que precisam ser remetidas. Estas declarações ou certificações são emitidas por órgãos como o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) ou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Sendo assim, esses documentos podem ser obtidos por meio da LPCO e vinculados à Declaração Única de Exportação (DU-E).

Assim, há a garantia de que a mercadoria será exportada com toda a documentação exigida internacionalmente, proporcionando maior agilidade em obter esses documentos, já que as informações se encontram centralizadas no módulo LPCO.

Por ter sido implementado antes, o módulo de exportação possui funcionalidades que ainda não abrangem totalmente o módulo de importação.

A LPCO e o Novo Processo de Importação

No entanto, ainda que tenha começado a ser aplicado depois, o Novo Processo de Importação (NPI) avança rapidamente em sua implementação. Com isso, a necessidade de saber o que é LCPO e como utilizá-la de forma correta se torna cada vez mais urgente.

Isso quer dizer que, com o passar do tempo, mais órgãos anuentes estarão com os seus sistemas integrados ao Siscomex e, como resultado, solicitações mediante órgãos como a ANVISA, por exemplo, se tornarão mais ágeis.

A intenção é a de que, ao final da implantação, todos os dados de uma carga estejam centralizados em um único local, ao qual todos os órgãos competentes tenham acesso. Isso permitirá a redução de papel e evitará duplicidade de registro dos dados do produto a serem importados.

E tudo isso resulta em celeridade, o que é muito bom para o importador que sofria com a demora e a burocracia às quais os processos de importação eram submetidos.

Quais as principais mudanças com a LPCO

Atuar no Comércio Exterior obriga você ser um profissional atento às constantes mudanças, tanto no âmbito das legislações e procedimentos, quanto no auxílio que as novas tecnologias proporcionam.

Nesse sentido, muita coisa muda entre o uso dos antigos procedimentos para aqueles em que se pode acessar com a LPCO. Então, além de entender o que é LPCO, é preciso saber o que muda no seu dia a dia ao utilizá-la.

Procedimentos de licenciamento de importação que, dependendo da NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul) do produto, anteriormente eram enviados aos mais diversos setores e órgãos anuentes. Com o uso da LPCO poderão ser todos centralizados no sistema, independentemente de qual órgão seja responsável pela fiscalização.

É claro que como o sistema ainda está em fase de implementação, não são todos os licenciamentos que já podem ser realizados dessa forma.

LPCO de Ofício

Como a LPCO engloba uma diversidade muito grande de documentos e procedimentos, deve-se compreender a diferença entre os documentos que o próprio exportador ou importador pode ter acesso, como certificados ou financiamentos e os licenciamentos concedidos pelos órgãos anuentes.

Exemplo de órgão anuente

A LPCO de Ofício, por sua vez, demanda a necessidade de o órgão anuente analisar e deferir a solicitação do importador ou exportador.

A título de comparação, poderíamos dizer que ao invés de um órgão anuente deferir uma Licença de Importação (LI) não automática, ele agora vai analisar e deferir, ou não, a LPCO de Ofício.

Uma LPCO para diversos embarques

Outra grande vantagem é o fato de que existe a possibilidade de a mesma LPCO ser utilizada em mais de um processo.

Ao contrário das habituais LIs, é possível que haja uma “sobra” na quantidade importada e a mesma licença ser utilizada em um embarque posterior. Sendo assim, caso o importador tenha uma LPCO para duzentas unidades de um mesmo produto, mas importe cento e cinquenta unidades, ele poderá utilizar a mesma LPCO em um segundo embarque para trazer o saldo da quantidade.

Comunicação centralizada com órgãos anuentes

Conhecer o que é LPCO esclarece que um dos objetivos principais desse sistema é dar agilidade aos processos de importação e exportação. Mas outro principal propósito é centralizar as informações.

Ou seja, manter em um mesmo ambiente todas as informações necessárias dos produtos a serem importados ou exportados. Assim, todos os órgãos anuentes têm acesso a essas informações, de forma única e centralizada.

Também possibilita uma melhor fiscalização do que entra e sai do país de forma mais confiável e evitando fraudes ou irregularidades.

A LPCO é um avanço no Comércio Exterior

E então, o que é LPCO? É a forma que o Governo Federal encontrou para unificar todas as informações a respeito dos produtos importados ou exportados. E com isso a Receita Federal do Brasil (RFB) busca gerar uma base de dados única e completa.

Este é um dos maiores avanços que o Comércio Exterior obteve, uma vez que todo o processo se torna mais ágil e menos redundante. Logo, impacta em um custo menor aos importadores e exportadores.

Além disso, pelo fato do sistema LPCO ser integrado tanto à DU-E quanto a DUIMP (Declaração Única de Importação), torna a fiscalização mais uniforme e assertiva, seja por parte da RFB ou de outro órgão anuente.

Por isso, com todos os sistemas integrados e “conversando” entre si, evita a duplicidade de informação e ainda auxilia a fiscalização a cumprir seu objetivo de evitar a ocorrência de fraudes ou delitos no processo de importação ou exportação de uma mercadoria.

Essas mudanças vão de encontro ao mundo moderno e tecnológico no qual estamos cada vez mais inseridos. Afinal, a tecnologia é uma aliada e todas essas alterações, tanto as que já ocorreram quanto as que ainda acontecerão, têm a intenção de trazer mais modernidade e credibilidade a todo o processo.

Compartilhe:

Sugira um tema para publicarmos no blog





    EXW
    EXW: conheça o INCOTERM Ex-Works e a sua aplicação
    Leia mais
    módulo de comércio exterior
    Por que agregar um módulo de Comércio Exterior no meu ERP?
    Leia mais
    pagamento centralizado do comércio exterior
    O que é o Pagamento Centralizado do Comércio Exterior?
    Leia mais
    LGPD no comércio exterior
    LGPD no Comércio Exterior: O que é e o que tem a ver?
    Leia mais
    arrow-left

    Precisa de uma solução personalizada?
    Preencha seus dados para retornarmos seu contato.





      São Paulo • +55 11 2122 0219
      Santos • +55 13 4062 9577
      Campinas • +55 19 4062 8962
      Rio de Janeiro • +55 21 3005 2073
      Curitiba • +55 41 2626 1437
      Porto Alegre • +55 51 2626 4231
      logo-footer
      logo 23 anos
      Rua Barão de Jaguara, 707, 3º Andar, Centro - Campinas/SP
      Deus seja louvado - Valores Virtuosos e.Mix
      Propósito: Contribuir para o sucesso com soluções inovadoras, transformando vidas e fortalecendo as relações.
      Valores: Amor, Comprometimento, Ética, Excelência, Inovação, Respeito.
      1997-2022 | e.Mix - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade
      Elleven