FCL e LCL: como escolher entre estes tipos de transporte?

A princípio a decisão entre embarques FCL e LCL parece ser uma escolha fácil. Por se tratar de um contêiner dividido, cargas pequenas em geral devem ser transportadas através de embarques LCL e cargas maiores através de embarque FCL. Porém, para toda regra há exceção. Ao se levar em conta o tamanho de uma carga deve-se considerar o peso, mas também a cubagem. Às vezes uma carga leve necessita de um espaço maior para ser acondicionada. Outro ponto importante para se levar em conta na escolha é o tipo de material que está sendo transportado. Por exemplo, se é um material frágil ou que peça cuidados especiais, talvez o LCL não seja a melhor opção.

FCL e LCL: como escolher entre estes tipos de transporte?

Transporte FCL e LCL

Quando nos referimos a embarques marítimos no Comércio Exterior é necessário saber que é possível transportar as cargas de duas formas diferentes. Você vai encontrar estas formas abreviadas como FCL e LCL.

Portanto, o que estas duas siglas significam e como saber como cada uma delas funciona pode ser importante para trazer os melhores resultados para as operações que você realiza, tanto de importação quanto de exportação.

Este é o tema que você vai encontrar neste texto. Confira!

O que é transporte FCL?

FCL é sigla utilizada no Comércio Exterior que se refere à expressão Full Container Load (contêiner totalmente carregado).

Isto é, quando o transporte utiliza o FCL a carga de um único exportador está sendo enviada dentro de um contêiner com destino a um único importador. Toda a carga que um ou mais contêineres carreguem são inteiramente destinadas a um único comprador, um único destinatário.

O que é transporte LCL?

Já quando utilizamos a sigla LCL estamos nos referindo à expressão Less than a Container Load.

Ou seja, um mesmo contêiner terá seu espaço dividido e conterá cargas com mais de um destinatário diferente. Estes destinatários normalmente não se conhecem nem têm relações comerciais entre si.

Portanto, quem organiza este tipo de transporte é o agente de carga. Uma de suas funções neste tipo de transporte é localizar importadores que tenham cargas com o mesmo destino, partam da mesma origem e possam ser acondicionadas juntas.

Por que o transporte FCL e LCL é importante para o Comércio Exterior?

Tradicionalmente, a maior parte das mercadorias que são transportadas no comércio internacional utilizam o modal marítimo.

Isso acontece tanto por sua grande capacidade de carregamento, quanto pelas diversas rotas disponíveis, além dos valores serem mais reduzidos se comparados a um embarque aéreo, por exemplo.

Por isso conhecer as diferentes formas nas quais as mercadorias podem ser transportadas neste tipo de modal é muito importante.

Uma vez definida a possibilidade de aguardar pelo tempo de trânsito de um embarque marítimo, é hora de tomar outra decisão. Afinal, como dissemos no início, quando se opta por um transporte marítimo de carga, ele pode se dar de duas formas diferentes.

Será necessário optar entre um embarque FCL e LCL e é nesta decisão que todas as demais escolhas de trânsito deverão se basear.

Ao operar no Comércio Exterior é preciso conhecer muito bem quais as características de cada uma destas opções. Isso é o que veremos em seguida.

Como escolher entre o transporte FCL e LCL?

A princípio a decisão entre embarques FCL e LCL parece ser uma escolha fácil.

Por se tratar de um contêiner dividido, cargas pequenas em geral devem ser transportadas através de embarques LCL e cargas maiores através de embarque FCL. Porém, para toda regra há exceção, inclusive para esta.

Primeiro porque ao se levar em conta o tamanho de uma carga deve-se considerar o peso, mas também é preciso levar em conta a cubagem. Isso quer dizer o espaço que a carga ocupa. Às vezes você pode ter uma carga leve, mas que necessita de um espaço maior para ser acondicionada.

Outro ponto importante para se levar em conta na escolha de transporte através do FCL e LCL é o tipo de material que está sendo transportado. Por exemplo, se é um material frágil ou que peça cuidados especiais, talvez o LCL não seja a melhor opção.

Há produtos que possuem restrições, ou seja, não podem ser acondicionados junto com outros tipos de material.

Esse cuidado é especialmente válido se a carga a ser transportada é um material considerado perigoso.

Cuidados especiais com LCL

Como mencionado acima, a escolha entre FCL e LCL nem sempre é tão lógica.

Diversos fatores, especialmente as características do produto a ser transportado, devem ser levados em conta nesta decisão.

Um detalhe importante a ser mencionado é que em um embarque FCL todos os custos são somente de um único importador ou exportador. Isso será definido pela forma de pagamento de frete, ou seja, o INCOTERM (Termo Internacional de Comércio) que foi escolhido e negociado.

Já no que diz respeito ao embarque LCL estes custos são divididos, proporcionalmente, entre as empresas que possuam cargas dentro do mesmo contêiner. Isto pode resultar em uma boa economia nos valores a serem pagos.

No entanto, em casos de mercadorias consideradas perigosas, essa divisão de valores pode acabar não compensando ou ainda resultar em um custo mais elevado do que o inicialmente planejado.

Por isso conhecer a fundo o produto que se deseja importar é o primeiro passo a ser considerado antes de escolher como transportá-lo.

Isso irá determinar qual destas duas opções será a melhor escolha, tanto no quesito segurança quanto de redução de custos.

Onde cotar um transporte FCL e LCL?

Quando se trata de efetuar cotações de frete utilizando a opção FCL existe a possibilidade de solicitar as cotações diretamente com os armadores.

Porém, para que isso seja possível, é preciso ter um grande volume de cargas a serem transportadas.

Por este motivo é possível contar com os agentes de carga: empresas com conhecimento e volume de operações que podem oferecer melhores negociações no que se refere à cotação de fretes.

Isso também acontece nos transportes marítimos, independentemente do tipo de embarque: FCL ou LCL. Para efetuar uma cotação com os agentes de carga primeiro é preciso escolher empresas confiáveis e respeitadas no mercado.

Outro item necessário é conhecer o produto a ser transportado. Isso envolve saber o tipo de material, NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul), quantidade, peso bruto e dimensões da carga.

Além disso, é preciso ter em mãos endereço de origem e de destino e INCOTERM negociado.

De posse destas informações o agente de cargas poderá oferecer os preços e as melhores opções para transportar a sua carga.

Monitore seu embarque marítimo com a e.Mix

Seja FCL ou LCL, as soluções da e.Mix são indispensáveis para quem precisa estar no controle dos embarques marítimos.

Nosso compromisso é tornar a sua cadeia logística mais ágil e confiável. Conheça nosso portfólio e saiba mais como podemos te ajudar.

Cadastre-se para receber todos os artigos por e-mail em primeira mão

    Sugira um tema para publicarmos no blog

      Veja também
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?

      De acordo com o Art. 404 do Regulamento Aduaneiro, o entreposto aduaneiro é definido como um regime especial que pode ser usado tanto na importação como na exportação. Ele serve para que as empresas possam armazenar suas mercadorias realizando a liberação junto à RFB com um prazo maior do que o habitual ou até efetuar a retirada das mercadorias de forma parcial. 

      Dessa maneira, o entreposto possibilita a suspensão dos impostos até que todas as etapas sejam finalizadas, no caso da importação e da exportação. Dependendo de cada caso, algumas das vantagens destes regimes estão na possibilidade de as empresas aprimorarem seus planejamentos logísticos e reduzirem os custos das operações. 

      Leia mais
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?

      Basicamente, a purchase order na importação é o documento que inicia a formalização do processo de compra de um produto importado. É a autorização da compra ou a confirmação da encomenda pelo comprador. 

      O pedido de compra contém todas as informações pertinentes ao produto ou serviço que será entregue, e estabelece a relação comercial a partir da aceitação do fornecedor. 

      Leia mais
      Transporte Internacional Rodoviário para o Mercosul: quais as vantagens?
      Transporte Internacional Rodoviário para o Mercosul: quais as vantagens?

      A maior participação no Comércio Intrazona do Mercosul é a do Brasil, com cerca de 40%, vindo em seguida a Argentina com 30%, o Paraguai com 11% e o Uruguai com 8%. No momento atual, as exportações cresceram cerca de 16%, mantendo a expansão do comércio internacional fomentado pelo aumento da venda do trigo, do centeio, do arroz e do milho, fazendo com que as commodities continuem sendo o carro-chefe nas exportações nacionais. E a maior parte dos produtos transportados entre os países do bloco fazem uso do transporte internacional rodoviário.

      Leia mais