Definições dos Cookies

Lei Geral de Proteção de Dados

O que são cookie?

Cookies são arquivos salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site. Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem as funcionalidades centrais, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Esses cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Cookies Primários

Alguns cookies serão colocados em seu dispositivo diretamente pelo nosso site - são conhecidos como cookies primários. Eles são essenciais para você navegar no site e usar seus recursos.

Temporários

Nós utilizamos cookies de sessão. Eles são temporários e expiram quando você fecha o navegador ou quando a sessão termina.

Finalidade

Estabelecer controle de idioma e segurança ao tempo da sessão.

Persistentes

Utilizamos também cookies persistentes que permanecem em seu disco rígido até que você os apague ou seu navegador o faça, dependendo da data de expiração do cookie. Todos os cookies persistentes têm uma data de expiração gravada em seu código, mas sua duração pode variar.

Finalidade

Coletam e armazenam a ciência sobre o uso de cookies no site.

Cookies de Terceiros

Outros cookies são colocados no seu dispositivo não pelo site que você está visitando, mas por terceiros, como, por exemplo, os sistemas analíticos.

Temporários

Nós utilizamos cookies de sessão. Eles são temporários e expiram quando você fecha o navegador ou quando a sessão termina.

Finalidade

Coletam informações sobre como você usa o site, como as páginas que você visitou e os links em que clicou. Nenhuma dessas informações pode ser usada para identificá-lo. Seu único objetivo é possibilitar análises e melhorar as funções do site.

Persistentes

Utilizamos também cookies persistentes que permanecem em seu disco rígido até que você os apague ou seu navegador o faça, dependendo da data de expiração do cookie. Todos os cookies persistentes têm uma data de expiração gravada em seu código, mas sua duração pode variar.

Finalidade

Coletam informações sobre como você usa o site, como as páginas que você visitou e os links em que clicou. Nenhuma dessas informações pode ser usada para identificá-lo. Seu único objetivo é possibilitar análises e melhorar as funções do site.

Você pode desabilitá-los alterando as configurações do seu navegador, mas saiba que isso pode afetar o funcionamento do site.

Chrome Firefox Microsoft Edge

Caso queira mais informações sobre os cookies de terceiros acesse:

Google Analytics Hotjar Facebook

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Para entender os tipos de cookies que utilizamos, clique em Definições dos cookies. Ao clicar em Eu concordo, você consente com a utilização de cookies.

LGPD no Comércio Exterior: O que é e o que tem a ver?

LGPD no comércio exterior
Publicado em 09 de junho de 2022
Compartilhe:

Quando se trata de Comércio Exterior, a primeira coisa que vem à cabeça é que sempre será necessário informar dados de todo tipo a alguém. Esses dados podem ser do exportador, do terminal, do importador, do agente de cargas, do armador e qualquer outro player necessário para que a operação ocorra de maneira segura e sem grandes surpresas.

E esses dados passam de mão em mão por muito tempo – em alguns casos por anos, e ficam armazenados nos arquivos de todos aqueles que participaram do processo muito tempo depois que ele finaliza.

Por esse motivo que a LGPD no Comércio Exterior é tão importante, pois trata-se de uma área que nunca se dedicou em proteger os dados dos usuários, mesmo sendo eles, em sua maioria, pessoas jurídicas.

Neste texto vamos abordar o que é a LGPD e qual o seu impacto no comércio internacional. Confira!

O que é LGPD?

A nova lei que preconiza os caminhos para proteção dos dados de terceiros no Brasil é a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).


Seu objetivo é garantir que todo tratamento de dados, incluindo coleta, processamento e armazenamento de dados pessoais sejam protegidos com base nos mais rigorosos padrões internacionais. Assim como nos países mais desenvolvidos, deverá seguir diretrizes rigorosas.

A LGPD entrou em vigor no Brasil em 18 de setembro de 2020, colocando o Brasil em um seleto grupo de países que se preocupam com a forma com que os dados dos cidadãos são utilizados.

Dessa forma, a lei trata sobre:
• a privacidade dos usuários;
• o tratamento dos dados coletados;
• a segurança na relação jurídica quanto ao uso desses dados; e
• a promoção para livre concorrência, sem dificultar a portabilidade dos dados.

Qual a importância da proteção de dados para o comércio internacional?

Ainda que o tema sobre LGPD seja novo em território internacional, é importante mencionar que a lei da União Europeia em que ela foi inspirada, a GDPR (General Data Protection Regulation), trouxe à tona a necessidade de adequação das áreas de conformidades (compliance) das empresas que têm interesse em manter negócios com o bloco europeu, independentemente de ter ou não presença física nele.

Para a União Europeia, se um país oferece uma política de segurança de dados compatíveis com as suas, as transferências de dados durante as negociações estão autorizadas de forma automática entre empresas e pessoas, desburocratizando o comércio internacional e mantendo os dados bem protegidos.


Da mesma forma, irá facilitar, e muito, manter a segurança das transações e a confiança de quem quiser fazer negócios com o Brasil.

Além disso, a implementação da LGPD no Comércio Exterior garante que o Brasil esteja alinhado com os outros países que adotaram regulamentações sobre o tema. Alguns o fizeram muito antes, por exemplo, Argentina (2002), Paraguai (2001) e Uruguai (2008).

Essa ação torna a troca de bens e serviços mais seguras e competitivas. Pois que riscos mitigados significam menos investimento em proteção por parte dos países. Isso ocorre, inclusive, entre os membros do Mercosul, onde está o terceiro maior parceiro comercial do Brasil, a Argentina.

Quais os cuidados que as empresas de Comércio Exterior precisam ter?

Primeiramente, o importador ou exportador precisa cobrar detalhes do que será feito com os dados coletados no momento da contratação de prestadores de serviços. Uma vez que qualquer dado compartilhado com terceiros precisa ser identificado e identificável, torna obrigatória a rastreabilidade pelo contratado.


Todo prestador de serviços precisa ter uma política de proteção de dados robusta, evidenciada e segura, para que o contratante possa fornecer seus dados com tranquilidade.

Por outro lado, os prestadores de serviços diversos terão que encontrar maneiras inteligentes para que as informações sejam compartilhadas apenas com quem seja realmente necessário. Entre os players que precisam estar atentos estão, entre outros:
• agentes de carga;
• transportadores;
• terminais; e
• despachantes aduaneiros.

Poderão utilizar sistemas inteligentes e acordos de confidencialidade, prevendo o que será feito com esses dados após o desembaraço e chegada da carga ao destino.

Caso o contratante não faça nenhuma solicitação direta, o contratado precisa ter sua própria política de proteção. A falta de instrução não desobriga que seja oferecida uma segurança para evitar que algum dado seja perdido, além do sigilo da operação e dos dados.

Quais as punições para quem não aderir à LGPD?

Qualquer vazamento que ocorra por meio do interveniente está sujeito à reparação legal de danos, seja pessoa física ou jurídica, de acordo com a lei:

I- Responsabilização civil por danos envolvendo os dados pessoais de determinado indivíduo, o que pode gerar obrigação de ressarcimento

Por exemplo, quando um despachante aduaneiro realiza a liberação da carga perante a alfândega e o importador solicita que seus dados sejam excluídos do sistema, o prestador de serviços deve realizar a ação imediatamente.

O despachante deverá ter ciência que qualquer prejuízo que o importador tenha caso seus dados sejam utilizados de maneira incorreta poderá sujeitá-lo a uma ação de reparação de danos.

II- Sanções Administrativas aplicadas nas empresas que violem a legislação de proteção de dados, podendo culminar em multas de 2% do faturamento da pessoa jurídica de direito privado, limitada a um total de R$ 50.000.000,00 (cinquenta milhões)

Pode ser no pior caso a multa de 2% do faturamento, mas também poderá ser:
• uma multa diária;
• o fechamento do negócio, sendo proibida totalmente a atividade exercida pela empresa; ou até
• a publicação de infração após confirmada a ocorrência, ou permanência dela.

Conclusão

A LGPD no Comércio Exterior já é realidade e os atuantes de nossa área que ainda não estão preparados precisam se adequar o mais rápido possível. É cada vez mais necessário ir ao encontro da convergência internacional na diretiva de proteção de dados.

Contratantes precisam adequar processos para exigirem proteção dos contratados na entrega de dados. Do mesmo modo, aqueles que prestam serviços têm a necessidade de oferecer soluções avançadas e integradas de manuseio, coleta e tratamento de qualquer dado.

Neste sentido, muitas empresas que oferecem sistemas para o Comércio Exterior se prepararam durante a implementação da lei e já estão prontas para oferecer segurança de dados àqueles que precisam dar suporte e utilizam informações de terceiros para suas atividades do dia a dia, seja oferecendo um serviço ou contratando.

 

 

Compartilhe:

Sugira um tema para publicarmos no blog

Para enviar uma sugestão, faça login com seu Linkedin.
pagamentos internacionais
Pagamentos Internacionais: Quais são os principais tipos?
Leia mais
drawback
Drawback: o que é e quais os benefícios do Regime Aduaneiro Especial?
Leia mais
DUIMP
Registro da DUIMP: Todo o passo a passo para registrar
Leia mais
Armazenagem na Importação: quais os principais
Leia mais
arrow-left

Precisa de uma solução personalizada?
Preencha seus dados para retornarmos seu contato.








    São Paulo • +55 11 2122 0219
    Santos • +55 13 4062 9577
    Campinas • +55 19 4062 8962
    Rio de Janeiro • +55 21 3005 2073
    Curitiba • +55 41 2626 1437
    Porto Alegre • +55 51 2626 4231
    logo-footer
    logo 23 anos
    Rua Barão de Jaguara, 707, 3º Andar, Centro - Campinas/SP
    Deus seja louvado - Valores Virtuosos e.Mix
    Propósito: Contribuir para o sucesso com soluções inovadoras, transformando vidas e fortalecendo as relações.
    Valores: Amor, Comprometimento, Ética, Excelência, Inovação, Respeito.
    1997-2022 | e.Mix - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade
    Elleven