Melhoria contínua no comércio exterior: como aplicar?

A melhoria contínua no comércio exterior é vista como uma cultura organizacional que consiste no aprimoramento constante. E isso envolve tanto as atividades que irão fomentar a melhora da produtividade da equipe responsável, quanto o desempenho da qualidade em oferecer os melhores produtos e serviços ao cliente final. Assim, cria-se um ambiente oportuno para a identificação de novas práticas que irão reduzir os custos e aumentar a eficiência da empresa.

Melhoria contínua no comércio exterior: como aplicar?

Melhoria contínua: como aplicar no comércio exterior?

Atualmente, é o desejo constante dos gestores do comércio internacional verem o aperfeiçoamento de seus processos empresariais. Isso porque, para que consigam conquistar um espaço cada vez maior no mercado em que atuam diante da competitividade, e para manter o negócio ativo e lucrativo, é necessário visar a melhoria contínua no comércio exterior. Isso permitirá que a produtividade dos processos operacionais e os resultados sejam aperfeiçoados constantemente.

Além disso, os profissionais do comércio exterior sabem que as operações internacionais precisam ser planejadas de forma exclusiva e com a excelência que a gestão das importações e das exportações requer para a melhor otimização do tempo e a redução dos custos.

Cada etapa das atividades operacionais no comércio exterior deve garantir a precisão no cumprimento dos prazos. Esse é um desafio diante das inúmeras interações que os players mantêm entre si, que envolve a segurança da mercadoria e o cumprimento das exigências da legislação vigente.

Continue com a leitura que abordaremos as explicações sobre a temática!

O que é melhoria contínua no comércio exterior?

A melhoria contínua no comércio exterior é vista como uma cultura organizacional que consiste no aprimoramento constante. E isso envolve tanto as atividades que irão fomentar a melhora da produtividade da equipe responsável, quanto o desempenho da qualidade em oferecer os melhores produtos e serviços ao cliente final.

Assim, cria-se um ambiente oportuno para a identificação de novas práticas que irão reduzir os custos e aumentar a eficiência da empresa.

Inegavelmente, é indispensável a necessidade que as empresas do comércio exterior têm pela busca de resultados cada vez melhores. Para tanto, é preciso que busquem atualizarem-se continuamente para, assim, desfrutarem da tecnologia que se encaixa nas transformações diárias.

Dessa forma, a melhoria contínua no comércio exterior se torna uma prática habitual das empresas, com a qual resultados melhores são alcançados. Com mais eficiência e eficácia nos produtos ou nos serviços é possível ficar à frente dos concorrentes implementando um processo cíclico e focado na satisfação do cliente.

Exemplos de técnicas de melhoria contínua

É possível simplificar a melhoria contínua no comércio através do uso de algumas ferramentas essenciais que auxiliam as tarefas das operações internacionais, entre as quais podemos citar, por exemplo:

  • Matriz Basic;
  • PDCA (planejar, fazer, analisar e agir);
  • Kaizen;
  • Lean Manufacturing;
  • Six Sigma;
  • BSC (Balanced Scorecard);
  • BPM (Business Process Management).

Como aplicar a melhoria contínua no comércio exterior?

Os exemplos de técnicas mencionadas permitem otimizar os processos operacionais das atividades comerciais internacionais a fim de que se adaptem à realidade das empresas do comércio exterior.

Sendo assim, vejamos os métodos que são mais utilizados na busca da melhoria contínua.

Matriz Basic

É uma ferramenta de melhoria muito utilizada na priorização de solucionar problemas que já existem. Trata-se de utilizar certos critérios para alcançar esse objetivo, quaisquer sejam o benefício, o investimento e a operacionalidade.

Ciclo PDCA

A utilização dessa ferramenta é feita em quatro etapas cíclicas (plan, do, check, act). Elas auxiliam na identificação do problema e posterior análise, de modo a se criar um planejamento. Com isso é possível agir, executar, verificar e padronizar os processos em busca da melhoria e solução da questão.

Kaizen

É uma ferramenta de melhoria que efetua um planejamento em todos os níveis da empresa, desde a diretoria até a equipe operacional.

Na implantação dessa metodologia é essencial efetuar a eliminação dos desperdícios buscando melhores ações com pouco investimento e focando nas principais necessidades atuais que impactam todas as áreas empresariais.

Lean Manufacturing

É uma ferramenta japonesa que propõe um sistema “enxuto” para os processos serem melhorados, com o foco em resultados e livre de desperdícios.

Ou seja, são feitos esforços com o intuito de criar valor, porém com uma boa redução de ações desnecessárias durante a execução do processo.

Six Sigma

Essa ferramenta tem o foco direcionado para a análise de dados com qualidade, a fim de otimizar o processo mensurando as atividades já realizadas.

Isto é, buscam-se variações para que sejam eliminadas falhas, chegando aos resultados positivos com mais eficiência, retorno financeiro, redução dos custos e de defeitos.

Balanced Scorecard (BSC)

Essa ferramenta traz uma melhoria contínua no comércio exterior porque o seu objetivo é o alinhamento do plano de ação estratégico com as ações executadas no cotidiano empresarial. Através dela é possível simplificar os resultados pelos indicadores diretos.

Business Process Management (BPM)

Essa ferramenta baseia-se no ciclo de vida de melhoria constante do processo do negócio para que seja descoberta a melhor forma de execução eficaz.

Ou seja, é feita uma análise dos processos de forma monitorada, com a intenção de encontrar gargalos e desperdícios, mediante a troca de informações para, assim, garantir a oportunidade de realizar melhorias.

Vantagens de usar a melhoria contínua em empresas do comércio exterior

A implementação da cultura da melhoria contínua no comércio exterior traz muitos benefícios que irão simplificar a tomada de decisão na sua empresa, sobretudo com o uso de ferramentas com o princípio Lean.

Fluxo de trabalho simplificado

O processo de trabalho se torna enxuto por conta do objetivo principal em eliminar etapas que não sejam necessárias, assim agilizando os processos e reduzindo o tempo e os recursos.

Redução de custos e desperdícios do processo

Nesse momento a empresa se torna mais produtiva porque elimina atrasos e desperdícios na linha de execução dos processos internacionais, melhorando o fluxo financeiro e aumentando a lucratividade.

Diminuição de erros e falhas

A redução de erros ou falhas humanas nos processos significa evitar o retrabalho por meio de automatização das atividades ou a melhoria no aprendizado da equipe, oferecendo treinamento e aumentando, assim, a eficiência operacional.

Adaptação do mercado com maior flexibilidade

O mercado internacional exige que as empresas sejam flexíveis e adaptáveis, de forma que usem a melhoria contínua como uma aliada para executar operações enxutas e, assim, definir métricas assertivas para engajar a equipe diante da competitividade no comércio exterior.

Experiência do cliente

O objetivo principal de toda melhoria é agregar valor à experiência do cliente de uma forma que a satisfação com o seu produto ou serviço seja cada vez maior. Isso fará com que o cliente se fidelize com a sua empresa e venha a indicar outros parceiros.

Aplique a melhoria contínua em suas operações de comércio exterior com a e.Mix

Por meio de softwares flexíveis, a e.Mix conseguirá transformar por completo a forma de trabalho da sua empresa. Ela oferece a automação de tarefas com maior ganho de produtividade e, assim, a melhoria contínua dos seus processos internacionais.

Com o auxílio de profissionais experientes no comércio exterior o seu processo de negócio será analisado de forma que a melhoria contínua seja implementada na sua empresa. Isso permitirá corrigir possíveis falhas através do acompanhamento constante e alcançar o ganho financeiro, que será o seu diferencial perante a concorrência.

Cadastre-se para receber todos os artigos por e-mail em primeira mão

    Sugira um tema para publicarmos no blog

      Veja também
      Como preparar sua empresa para auditorias aduaneiras
      Como preparar sua empresa para auditorias aduaneiras

      Auditorias aduaneiras são uma realidade inevitável para empresas envolvidas em atividades de importação e exportação. Estas inspeções são essenciais para garantir a conformidade com as […]

      Leia mais
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?

      De acordo com o Art. 404 do Regulamento Aduaneiro, o entreposto aduaneiro é definido como um regime especial que pode ser usado tanto na importação como na exportação. Ele serve para que as empresas possam armazenar suas mercadorias realizando a liberação junto à RFB com um prazo maior do que o habitual ou até efetuar a retirada das mercadorias de forma parcial. 

      Dessa maneira, o entreposto possibilita a suspensão dos impostos até que todas as etapas sejam finalizadas, no caso da importação e da exportação. Dependendo de cada caso, algumas das vantagens destes regimes estão na possibilidade de as empresas aprimorarem seus planejamentos logísticos e reduzirem os custos das operações. 

      Leia mais
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?

      Basicamente, a purchase order na importação é o documento que inicia a formalização do processo de compra de um produto importado. É a autorização da compra ou a confirmação da encomenda pelo comprador. 

      O pedido de compra contém todas as informações pertinentes ao produto ou serviço que será entregue, e estabelece a relação comercial a partir da aceitação do fornecedor. 

      Leia mais