Principais funcionalidades e benefícios do módulo CCT

O Controle de Carga e Trânsito (CCT) é uma medida criada para reduzir as burocracias nos processos de importação, diminuindo as interações que o agente […]

Principais funcionalidades e benefícios do módulo CCT

O Controle de Carga e Trânsito (CCT) é uma medida criada para reduzir as burocracias nos processos de importação, diminuindo as interações que o agente importador precisaria ter com a Receita Federal e gerando mais transparência, agilidade e inovação ao segmento. A partir da implantação desse módulo, o profissional do setor contará com diversos benefícios.

Um desses benefícios é a redução no tempo de liberação das mercadorias, o que permitirá agilizar sua entrega. Muitos dos recursos utilizados nesse módulo foram criados para possibilitar a inovação no processo e a agilidade nas operações, informações e correções, quando necessário. Além disso, com a implantação do módulo CCT também se prevê uma diminuição nos custos para o importador.

Ao priorizar a redução das etapas burocráticas, a transparência no serviço e a possibilidade de disponibilizar dados mais seguros ao profissional de importação, o CCT chega com grande potencial para diminuir os erros humanos e os trabalhos repetitivos presentes nessa área.

Além disso, para as autoridades, o CCT representa um instrumento importante para a verificação das melhores estratégias na hora de definir investimentos que contribuam para o desenvolvimento da economia no país.

Diante disso, a e.Mix se mantém atualizada sobre todas as mudanças que o módulo possibilitará, realizando melhorias em seus softwares para garantir que eles estejam prontos para as inovações propostas pelo CCT. A empresa participa ativamente junto ao Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO), à Receita Federal e demais órgãos governamentais com reuniões periódicas e tem mais de anos de experiência na área, o que permite ainda mais credibilidade em seu trabalho.

Tudo isso garante ao cliente e.Mix mais do que todos os benefícios oferecidos pelo módulo, como também os diferenciais que apresentamos no controle de cada etapa de importação.

 

Sobre a e.Mix

A e.Mix está há mais de  anos no mercado de desenvolvimento de softwares para empresas de comércio exterior. Nossos serviços gerenciam anualmente milhões de operações de clientes das mais variadas atividades e portes, aumentando a produtividade, assertividade e reduzindo custos.

Saiba mais sobre nossos softwares.

Cadastre-se para receber todos os artigos por e-mail em primeira mão

    Sugira um tema para publicarmos no blog

      Veja também
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?
      Entreposto aduaneiro: O que é e como funciona e qual sua vigência?

      De acordo com o Art. 404 do Regulamento Aduaneiro, o entreposto aduaneiro é definido como um regime especial que pode ser usado tanto na importação como na exportação. Ele serve para que as empresas possam armazenar suas mercadorias realizando a liberação junto à RFB com um prazo maior do que o habitual ou até efetuar a retirada das mercadorias de forma parcial. 

      Dessa maneira, o entreposto possibilita a suspensão dos impostos até que todas as etapas sejam finalizadas, no caso da importação e da exportação. Dependendo de cada caso, algumas das vantagens destes regimes estão na possibilidade de as empresas aprimorarem seus planejamentos logísticos e reduzirem os custos das operações. 

      Leia mais
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?
      Purchase Order: o que é e qual seu papel na importação?

      Basicamente, a purchase order na importação é o documento que inicia a formalização do processo de compra de um produto importado. É a autorização da compra ou a confirmação da encomenda pelo comprador. 

      O pedido de compra contém todas as informações pertinentes ao produto ou serviço que será entregue, e estabelece a relação comercial a partir da aceitação do fornecedor. 

      Leia mais
      Transporte Internacional Rodoviário para o Mercosul: quais as vantagens?
      Transporte Internacional Rodoviário para o Mercosul: quais as vantagens?

      A maior participação no Comércio Intrazona do Mercosul é a do Brasil, com cerca de 40%, vindo em seguida a Argentina com 30%, o Paraguai com 11% e o Uruguai com 8%. No momento atual, as exportações cresceram cerca de 16%, mantendo a expansão do comércio internacional fomentado pelo aumento da venda do trigo, do centeio, do arroz e do milho, fazendo com que as commodities continuem sendo o carro-chefe nas exportações nacionais. E a maior parte dos produtos transportados entre os países do bloco fazem uso do transporte internacional rodoviário.

      Leia mais