Qual é a diferença entre demurrage e detention?

Postado em 20 de abril de 2018 às 14:06

Prazos são uma preocupação constante no setor de logística. Quando se trata de uma operação de transporte de contêiner, por exemplo, é preciso cuidar do envio de documentos, do agendamento da retirada, da entrega da carga e outros. E cada descumprimento de prazo significa custos extras. Entram em cena, então, os conceitos de demurrage e detention.

 

Demurrage

É a cobrança de sobrestadia do destinatário quando o contêiner fica no terminal por mais tempo do que o prazo contratado com o armador. O período conta a partir da data que o contêiner chega ao porto de destino até sua retirada.

Se esse período for extrapolado, para cada dia extra que o contêiner ocupou o espaço de armazenamento no porto, é devida uma multa. A demurrage existe desde os primórdios da navegação e do transporte marítimo e é uma das cláusulas do acordo bilateral entre armador e contratante.

 

Como funciona

Vamos imaginar que um contêiner chega ao terminal e tem cinco dias incluídos para fazer as operações no porto. Se ficar lá por dez dias, a demurrage é de cinco dias. Ou seja, mesmo que o tempo estipulado não seja cumprido, é possível continuar o processo mediante o pagamento da sobrestadia correspondente.

Assim, não existe o risco de a venda ou o transporte ser frustrado. E o transportador não vai embora com o navio quando termina o tempo estipulado porque sabe que terá direito a sobrestadia. É essencial, portanto, que o contrato especifique:

O ritmo de trabalho e a condição de contagem;

O valor da sobrestadia;

As condições para a entrega da notícia de prontidão;

O início da contagem de tempo.

 

Assim, se o tempo permitido (cinco dias) para embarque termina às 14h de 19/04/2018, a partir desse momento e até que as operações terminem conta a sobrestadia. A sobrestadia para equipamento (unidade de carga ou contêiner) é recente e segue os mesmos termos e condições da sobrestadia de navios.

 

Detention

Da mesma forma que existe um prazo para a retirada do contêiner do terminal, para que ele seja levado até o destinatário, existe um período para o seu retorno ao porto (em geral o mesmo da chegada). Se esse tempo for ultrapassado e o contêiner ainda não tiver voltado é cobrada a detention.

O destinatário deve retirar o contêiner carregado com sua mercadoria e devolvê-lo vazio. Se, por exemplo, ele tiver cinco dias incluídos e for devolvido após oito dias, usou três dias extras. Assim, se o prazo para devolução for 15/04/2018, mas ele só voltar no dia 18/04/2018, deve pagar três dias de detention.

Para evitar cobranças indevidas de demurrage e detention, o embarcador deve pedir uma cópia da minuta de devolução do contêiner à transportadora. Com isso, ambos ficam resguardados, caso o armador questione sobre a data de devolução, o que ajuda a evitar problemas e custos extras.

 

Demurrage e detention combinadas

Nesse caso, o período conta a partir da data em que o contêiner cheio chegou ao porto e só termina quando ele é devolvido vazio ao mesmo local, como um prazo único. Pode ser usado, por exemplo, quando o exportador não consegue, por algum motivo, providenciar a documentação em tempo hábil.

Digamos, por exemplo, que sejam 14 dias incluídos. Esse período conta como único, ou seja, os dias podem ser usados tanto no terminal (no período de armazenamento) quanto na devolução do contêiner vazio. Assim, tanto faz quanto tempo foi gasto em cada operação, desde que juntas não excedam os 14 dias combinados.

Em resumo, a diferença entre demurrage e detention é bem clara: enquanto a primeira se refere ao armazenamento do contêiner no terminal (e é cobrada pelo porto), a segunda é aplicada sobre o uso do contêiner em si (cobrado pelo armador).

Você precisa de uma solução personalizada?

Preencha corretamente os dados abaixo e envie sua mensagem. Um profissional especializado entrará em contato com você.

Sem o uso de papel, processo de importação e exportação fica menos burocrático e mais veloz

Postado em 13 de maio de 2019 às 08:52

A otimização dos processos organizacionais aliada a desburocratização nos trâmites de exportação e importação tem facilitado o fluxo comercial não somente no Brasil, mas também no mundo. Utilizar soluções automatizadas é um caminho sem volta para o setor e, com certeza, é por meio delas que os processos ficaram mais eficazes. Com elas, é possível, […]

O FollowNet Grid está de cara nova

Postado em 26 de abril de 2019 às 13:05

Agora ficou mais fácil gerenciar seus processos!   As funções do Grid agora são exibidas de forma mais fácil na parte superior. Com o Multi Grid você acompanhará os processos não por módulo, mas por filtros organizados e gerenciados em abas diferentes. A partir de 29/04/2019 o novo FollowNet Grid será disponibilizado gradativamente. Para mais informações […]

Exportações em 2018 alcançam o maior valor dos últimos 5 anos

Postado em 07 de janeiro de 2019 às 16:20

Exportações somaram US$ 239,5 bilhões e importações US$ 181,2 bilhões. Fluxo de comércio cresceu 13,7% no ano e chegou a US$ 420,7 bilhões   A corrente de comércio brasileira, que é a soma das exportações e importações, cresceu 13,7% em 2018. As exportações alcançaram US$ 239,5 bilhões enquanto as importações registraram US$ 181,2 bilhões. O […]

São Paulo • +55 11 2122 0219
Santos • +55 13 4062 9577
Campinas • +55 19 4062 8962
Rio de Janeiro • +55 21 3005 2073
Curitiba • +55 41 2626 1437
Porto Alegre • +55 51 2626 4231
Rua Barão de Jaguara, 707, 3º Andar, Centro - Campinas/SP
Deus seja louvado - Valores Virtuosos e.Mix
Missão: Contribuir para o sucesso com soluções inovadoras, transformando vidas e fortalecendo as relações.
Valores: Amor, Comprometimento, Ética, Excelência, Inovação, Respeito.
1997-2019 | e.Mix - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por: DLS/ Comunicação